Momentos de irresponsabilidade

Oi pessoal, boa noite

A minha vida com saf nas últimas semanas, no quesito INR, tem sido meio atabalhoada,  claro que por minha culpa. Na semana passada eu tive uma enxaqueca que nem consegui ir trabalhar na última 3a feira.  Há tempos eu não tinha uma enxaqueca tão violenta. Fiquei deitada no escuro, com um saco de  gelo onde minha cabeça doía mais e só consegui abrir a porta do quarto depois de 11h da manhã.  Foi tenso. Mas, com a valentia que me é peculiar, ao invés de entrar em contato com meus reumatologistas ou com a neurologista,  eu fiquei quieta, na minha.  Fiquei sentindo uma dorzinha de cabeça bem enjoada até 6a feira. Mas na 5a feira eu fiz um tap, achando que, por causa da enxaqueca, eu estivesse com o inr baixo. Errei feio em meu alto diagnóstico.  O meu inr estava em 7.4. Na 6a o laboratório estava me ligando para me dizer que o inr estava alto demais e eu deveria falar com o meu médico para ajustarmos a dosagem do remédio. Eu não quis incomodar o Dr Roger com esse tipo de coisa, ainda mais porque eu já cansei de ter inr alto e já até sei o que ele vai me orientar a fazer.
Vivi os três dias que eu fiquei sem o anticoagulante tão intensamente quanto uma pessoa normal. Comi muita salada com brócolis, rúcula… me acabei  de comer comida árabe,  fui para a Baurenfest  (festa do colono alemão em minha cidade), me diverti na comida alemã e até tomei uma cerveja ( o suficiente para me deixar zonza rrrsss).
Resumo da ópera,  esta semana repeti o tap e o inr despencou para 1.2. Hoje eu entrei em contato com o meu reumatologista.  Depois de ver o resultado dos meus abusos, fiquei com um certo peso na consciência, mas por outro lado, eu me senti tão bem como há tempos eu não me sentia. Eu relaxei e me senti bem comigo mesma. Essa
sensação é ótima.
Por causa da minha irresponsabilidade,  agora vou ter re-estabilizar meu inr e talvez alterar a dosagem dos meus remédios.
Viver com saf é isso… manter – se na rotina, não abusar e seguir rigorosamente os conselhos do reumatologista

2 comentários em “Momentos de irresponsabilidade

  1. Olá: Acabei de recebereceber meu inr que está em 1.6, vc não precisa de internação pra restabelecer o inr? Nunca acontece comigo, fiquei preocupada!

    1. Oi Silvia, bom dia. Nunca fiquei internada por causa do INR baixo ou do INR, apesar que da primeira vez que fiquei incoagulável meu médico bem pensou em me internar. Tiive que prometer não chegar perto de objetos cortantes e nem fazer as unhas. Uma vez fiquei com o INR de 1.1 e por coincidência, eu tinha consulta no dia e, quando eles fizeram o exame e constataram isso, me administraram clexane e fiquei em “observação” por um tempinho até melhorar (foi só o tempo da tonteira passar , eu parar de falar como bêbada e eu voltar a ouvir um pouco melhor). Mas assim, Silvia, a abordagem depende do seu médico e quanto é o seu alvo de INR. O meu é entre 3- 4. Conversa com o seu médico. Ele vai poder te orientar corretamente. Bjs

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s