2014

Ano novo, novo visual do blog, novas seções para leitura (que em breve estará completamente concluída), muitas metas e muitas esperanças para este ano que se inicia.

Uma das minhas metas pessoais, que vou conseguir cumprir rapidamente é retornar ao Hospital das Clínicas para me conversar com a Karin Klack, nutricionista especializada em doenças reumáticas. Eu já estou para ir lá há um tempinho, mas somente este ano terei a oportunidade de ir à São Paulo, me consultar no Hospital sem ter que faltar ao trabalho. Isso é ótimo. Vou me consultar já agora no dia 20/01 – Feriado de São Sebastião no Rio de Janeiro.   
O objetivo principal é ela me ajudar a montar um cardápio que englobe tudo o que eu preciso comer… Para a SAF, para o Lúpus e para a gastrite que descobri no final do ano passado. Meu grande problema é que por termos muita restrição alimentar eu acabo comendo somente aqueles alimentos da saf que estão na lista com baixo teor de vitamina k. Além disso, como é que eu posso combinar os alimentos que me ajudem ao mesmo tempo para controlar a saf, o lupus e a gastrite. É difícil.
Outra meta é me manter saudável, evitar tantas flutuações de INR, vou passar longe do lactopurga.
Espero que vocês continuem visitando a página.Já recebi alguns artigos para tradução. Quando terminar, vou divulga-los. 
É isso, temos um novo encontro na próxima semana. 
Até breve 😉

 

 

6 comentários em “2014

  1. Oi. Comecei a ler o blog a pouco tempo, mas estou gostando muito, as suas experiências e artigos tem me ajudado bastante. Descobri que tenho lupus ha um ano e que tenho saf há 02 meses. Ja passei por embolia pulmonar e por ultimo perdi meu bebê com 28 semanas…tudo muito difícil e doloroso. Ainda nao consegui equilibrar meu inr, mas espero que isso aconteça logo.
    Abraços. …

    1. Oi Analisia,

      Fico feliz que vc esteja gostando do blog e que minhas experiências e artigos estejam te ajudando. As coisas vão se acertar. Tenha fé. No começo precisamos nos adaptar, nos acostumarmos com todas as restrições que nos vemos obrigados a conviver. Quanto ao INR, se você aprender a controlar a dieta e tomar os medicamentos nos horários e nas dosagens corretas, em teoria, o seu INR vai se estabilizar. Só fique longe do lactopurga. Ele faz muito mal para pacientes que tomam anticoagulante. Muito obrigada, mais uma vez por ler o blog. Bjs

      1. Oi Beatriz…
        Eu que agradeço, seu blog é maravilhoso. Ainda tenho tantas dúvidas, moro em uma cidade sem muitos recursos, mas espero contar com suas experiências pra me ajudar.

        Boa noite….

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s